Metodologia de Ensino

A Trilha tem a sua metodologia fundamentada nos princípios da Psicopedagogia, que se apropria dos conhecimentos de Pedagogia, Psicologia, Filosofia, Neurologia, Sociologia, Lingüística e Psicanálise para desenvolver a aprendizagem dos alunos.

Os princípios pedagógicos que regem a filosofia da Trilha enfocam três áreas complementares de atuação: 1) estruturação da personalidade, através de escuta e mirada psicanalítica; 2) o desenvolvimento da percepção e da psicomotricidade, dentro de uma linha neuropsicológica; 3) o desenvolvimento cognitivo, através da aplicação de linhas construtivistas na linguagem, matemática, na cultura e na busca pela autonomia para a vida prática.

Para favorecer o Desenvolvimento da Percepção e da psicomotricidade, são utilizados métodos de estimulação sensórios-motores através do uso de músicas, odores, texturas e imagens, em diferentes contextos e experiências. É aplicado o Programa de Integração Perceptivo-Motora, da autoria de Celma Cenamo.

Para propiciar o Desenvolvimento Cognitivo, os métodos de alfabetização são utilizados de acordo com a necessidade e o interesse de cada aluno, como o Método Integral (Oñatívia), Método Global Silábico, Fonético ou Misto, processos estes, baseados no construtivismo.

Para a Trilha, muito mais importante que o método, é a linguagem viva, contextualizada, estabelecida entre todas as metodologias, numa comunicação sincronizada entre a fala do professor e a construção do pensamento do aluno e sua ação em falar e escrever.

Por meio de uma visão construtivista, contextualista e interacionista, recursos perceptuais gráficos são elaborados para viabilizarem o processo cognitivo e favorecerem o desenvolvimento da aprendizagem do aluno. Exercícios são elaborados com critérios, dependendo do grau de dificuldade e da necessidade individual de cada aluno.

A Programação Pedagógica da Trilha é elaborada com o objetivo de promover a ação reflexiva e crítica do pensamento do aluno, permitindo o aprendizado através de uma vivência constante e estimulante, que concilia a atuação mediadora, sensível e instrucional do professor ao processo de desenvolvimento do aluno. Juntos, alunos e professores criam um sistema vivo, comunicativo e dinâmico da linguagem oral e escrita.

São desenvolvidas dinâmicas de grupo adequadas e contextualizadas às diferentes faixas de desenvolvimento dos alunos, assim como discussões em grupo enfatizando o conteúdo trabalhado em aula.

A Trilha disponibiliza recursos que favoreçam a criação de estruturas cognitivas, como jogos e desafios lógicos, atividades do PEI (Programa de Enriquecimento Instrumental), cd-rom de Aritmética e Matemática, entre outros.

Também são estratégias didáticas oferecidas pela Trilha dramatizações de situações pedagógicas e do cotidiano (que possibilitam a realização pessoal), além da criação de espaços que oportunizam diálogos internos e com o outro.

Todos estes métodos visam desenvolver de forma integrada e humanizada o aprendizado pedagógico, a formação da personalidade, a cognição e a psicomotricidade do aluno.